CTSFA

Missão: Nos termos da legislação aplicável, o CTSFA tem por missão ministrar cursos de sobrevivência e salvamento individual, incluindo em ambientes de natureza nuclear, radiológica, biológica ou química (NRBQ), bem como ainda no domínio do reconhecimento e inactivação de engenhos explosivos.

 

Competências: Ao CTSFA compete:

  • Desenvolver e divulgar técnicas nas áreas de Sobrevivência; Defesa Nuclear, Radiológica, Biológica e Química (NRBQ); Reconhecimento e Inactivação de Engenhos Explosivos (RIEE), Convencionais, Improvisados e Biológicos, Químicos e Radiológicos (BQR) e noutras áreas englobadas nas capacidades de proteção da força;
  • Ministrar formação operacional nas áreas de Sobrevivência, Defesa NRBQ; RIEE e noutras englobadas nas capacidades de protecão da força;

  • Ministrar e coordenar formação operacional no âmbito dos Individual Common Core Skills (ICCS);

  • Organizar, executar e controlar os programas de treino, manutenção de qualificações e proficiência, dentro da sua esfera de acão, para aumentar a prontidão, eficácia e eficiência dos meios humanos e materiais;

  • Ministrar formação técnica aos formadores envolvidos nos cursos e exercícios realizados pelo CTSFA;

  • Planear, dirigir, controlar e executar o aprontamento, a manutenção e o desempenho de funções operacionais de Sobrevivência, Defesa NRBQ, RIEE e noutras áreas englobadas nas capacidades de proteção da força, superiormente determinadas;

  • Gerir os meios humanos e materiais do CTSFA;

  • Requisitar e coordenar os meios humanos e materiais necessários para garantir o cumprimento da missão do CTSFA;

  • Assegurar a prontidão e a operacionalidade dos sistemas e equipamentos necessários para garantir o cumprimento da missão do CTSFA;

  • Elaborar estudos e publicações sobre técnicas, sistemas e equipamentos nas áreas de Sobrevivência, Defesa NRBQ, RIEE e noutras áreas englobadas nas capacidades de protecção da força;

  • Ensaiar e testar equipamentos das áreas de Sobrevivência, Defesa NRBQ, RIEE e outras englobadas nas capacidades de protecção da força e emitir os respectivos pareceres técnicos;

  • Contribuir para a definição de conceitos de operação e de emprego nas áreas de Sobrevivência, Defesa NRBQ, RIEE e noutras áreas englobadas nas capacidades de proteção da força;

  • Executar inspeções técnicas necessárias nas áreas de Sobrevivência, Defesa NRBQ, RIEE e outras áreas englobadas nas capacidades de proteção da força;

  • Executar as avaliações tácticas necessárias nas vertentes de Sobrevivência, Defesa NRBQ, RIEE e noutras áreas englobadas nas capacidades de protecção da força;

  • Coordenar e dirigir programas de actividade para a consecução de objectivos específicos determinados pelo Comandante Aéreo;

  • Planear e requisitar o apoio logístico e financeiro, no âmbito da missão do CTSFA;

  • Planear e propor a frequência de cursos exteriores ao CTSFA por parte dos formadores a fim de adquirirem conhecimentos específicos;

  • Propor e executar programas de manutenção de qualificações dos formadores e dos formandos do CTSFA.  

Estrutura orgânica:

 

  • Comando;
  • Secretaria; 

  • Gabinete de Uniformização e Avaliação (GUA);

  • Esquadrilha de Sobrevivência, Evasão, Resistência e Extracção (ESERE);

  • Esquadrilha de Defesa NRBQ (EDNRBQ);

  • Esquadrilha de Reconhecimento e Inactivação de Engenhos Explosivos (ERIEE).

  • Esquadrilha de Individual Common Core Skills (EICCS).

  • Esquadrilha de Apoio (EA).


06 de fevereiro de 2014


Voltar

  COPYRIGHT © 2019 FAP - DCSI - WEBTEAM